Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

MERCEARIA MAGINA

MERCEARIA MAGINA

17
Fev17

Sinto-me perseguida

0

 

 

Não é que eu goste de pagar alguma conta mas desde sempre, a que eu menos gosto de pagar, é a conta da luz. Sinto-me roubada sempre que me dá para analisar a factura, ora vejamos, temos a potência contratada, temos a energia consumida, temos o consumo estimado, temos o consumo medido, umas taxas aqui, o IVA acolá, a contribuição áudio-visual (wtf?), mais umas regularizações, acertos e por aí fora! Cada factura é uma nova história que nos querem contar e nós, que só queremos poder carregar os telemóveis e manter os iogurtes frescos no frigorífico, baixamos as orelhas, olhamos de esgelha para a factura e pagamo-la. É assim a vida, sempre ouvi dizer.

 

Em Lisboa, um dia depois de perceber que me andavam a cobrar um consumo superior ao real (mesmo quando mandava a leitura), chateei-me com a EDP. Estava disposta a declarar guerra, bati o pé, fiz reclamações e até à DECO escrevi. Fui uma chatinha do pior mas a verdade é que a coisa acabou por encarrilar. Entretanto vim para Barcelona e libertei-me da EDP para começar uma nova relação com a Endesa. Tal como em qualquer início de relação, tinha as minhas expectativas mas rapidamente acabei por concluir o mesmo: sinto-me roubada. Neste caso e, pela minha experiência, posso dizer que a Endesa porta-se melhor comigo mas ainda que me venha com falinhas mansas, eu continuo com dificuldade em aceitar o preço exorbitante da factura da luz. 

 

Há uns dias atrás tocaram-me à campainha enquanto eu preparava o jantar. Automáticamente e ainda sem saber quem era, aquilo irritou-me ligeiramente, eu estava entretida entre tachos e não me apetecia estar à conversa. Vou - contrariada - à porta e deparo-me com um rapaz todo aprumadinho com uma pastinha na mão que dizia EDP. Antes que eu me relocalizasse geográficamente já o rapaz falava das vantagens que eu teria, caso quisesse mudar-me para a EDP. Como ele já ia lançado, deixei-o acabar e assim que tive oportunidade de falar, disse-lhe que já conhecia a EDP e que não estava interessada em contratar o seu serviço. Senti-lhe um pingo de esperança ao ouvir-me dizer que conhecia a empresa, insistiu um pouco mais fazendo bem o seu trabalho mas não me convenceu. Senhores da EDP ou da Endesa, a sério, quanto menos eu puder pensar em vocês, melhor. Deixem-me pagar a conta da luz em paz.

 

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Mais sobre a mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D